O monstro
Por B. | 01/04/2020

Enquanto eu pintava robôs no último mês, uma fenda que se abria no espaço-tempo acabou de rachar a lógica e nossas fantasias de futuro distópico se materializaram ao completar sua fusão com as noções de uma era medieval que já voltava a galope nesse quadro sócio-político-cultural surrealista. E agora estamos aqui, uma civilização manipulada por bots confinada numa Terra plana vigiada por câmeras com uma praga letal nas ruas. É primeiro de abril e as coisas mais inacreditáveis são verdade.

voltar | Textos | Nenhum comentário | | sobre | links



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *